Google+ Followers

terça-feira, 22 de outubro de 2013

E a passeata foi um sucesso...

Minha gente, a passeata tava ótima! Quem não pode ir, não sabe o que perdeu. Garanto. Um domingo sensacional com um sol lindo (e bem quente) ajudou a gente. Foi muito melhor do que eu imaginava porque confesso que estava com medo de que viesse pouca gente por causa da concorrência com o Gre-nal. Mas percebi que o Brique tem um público cativo e que nem todos dão bola para futebol.
A minha manhã já começou ótima porque fui buscar, na rodoviária, o pessoal de Três Coroas: Juliana, Solange e Emílio Schmedke, além da Mirtes Müller. Foi um encontro maravilhoso que contarei com detalhes em outro texto. Chegando no parque, a rainha deficiente visual do carnaval de Porto Alegre, Josiane França, estava pedindo ajuda para me conhecer. Logo depois, algumas pessoas vieram me cumprimentar. Me senti querido.
Aí encontrei a minha irmã de coração Fernanda Melchionna, que me honrou com a sua presença. Ela adorou o evento mas, infelizmente, não pode ficar para a caminhada. Meus pais vieram mas também não ficaram para a passeata.
A caminhada foi sob um sol escaldante mas tava ótima. As 500 camisetas foram distribuídas e muita gente ainda ficou sem camiseta. Acredito que, aproximadamente, mil pessoas acompanharam a caminhada.  Fechamos a passeata, fomos as últimas pessoas. Depois de nós, só o carro da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação). O que me chamou a atenção foi quando passamos pelo Brique e algumas senhoras estavam tirando fotos de nós. Fiquei curioso para saber o que pensavam...
Terminei a passeata cansado. Confesso que nem dei bola para os discursos. Logo após, eu e as meninas de Três Coroas fomos procurar um lugar para almoçar e só consegui comer depois das duas e meia da tarde. Depois do almoço, estávamos tão cansados que resolvemos não voltar para ver os shows. E também não daria tempo porque eu tinha que levar as meninas na rodoviária.
Finalizei meu dia morto mas extremamente feliz e realizado. Realizado por saber que o evento ficou acima das expectativas. E feliz por ter conhecido muito legais, principalmente o pessoal de Três Coroas.
Queria agradecer a Liza pela convivência nesses meses todos. Parabéns pelo trabalho, amigona! Queria agradecer a Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos pelo baita apoio dado. Valeu, Fabiano e Jucimara! Queria agradecer a imprensa por ter abraçado a causa. E, para terminar, eu queria agradecer ao pessoal de Três Coroas por ter vindo na passeata só para me conhecer.
Realmente, foi demais!