Google+ Followers

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Minha mãe

Meu Povo, hoje a minha mãe faz 68 anos e nunca escrevi nada pra ela (ou sobre ela) aqui no blog. Provavelmente, ela nunca lerá porque não é adepta da internet (e acho que eu também não terei a coragem de mostrá-lo) mas escreverei mesmo assim. E é muito simples o que escreverei.
Como não amar a mulher que atravessava a cidade de ônibus comigo no colo (e essa cidade era São Paulo, viu gente?) para me levar nas consultas na AACD?
Como não amar a mulher que me acompanhou em todas as cirurgias fossem elas nas pernas; nos olhos ou de adenóide e amígdalas?
Como não amar a mulher que me incentivou e me fez me apaixonar pela leitura?
Como não amar a mulher que encontrou a fisoterapeuta que melhorou a minha condição de vida?
Como não amar a mulher que me incentivou a fazer concursos e que, indiretamente portanto, garantiu os empregos que tive até hoje?
Como não amar a mulher que, até hoje (já tenho 40 anos, vocês sabem) me dá casa, comida e roupa lavada?
Como não amar a mulher que, até hoje, deixa um pedaço de mamão cortado todas as manhãs para mim porque não tenho coordenação motora para fazê-lo?
Preciso dizer que amo a minha mãe?






7 comentários:

  1. é....tem tudo isso e um pouco mais. Ela é incrível e não conheço uma pessoa que não se encante com ela.Nossa mãe é tudodebão; simples, de fácil convívio e amorosa demais. Bjs e o texto tá lindo irmão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, Dé! Muito obrigado pelo elogio.
      Grande beijo!

      Excluir
  2. Que palavras lindas e emocionantes dedicadas à sua mãe! Achei o texto muito lindo. Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Gustavo, nossas mães merecem ser homenageadas todos os dias, sejam quais forem!
    Belo e emocionante texto! Tenho certeza que ela é tudo o que escreveste!

    ResponderExcluir
  4. carla schenkel da cunha1 de junho de 2014 00:57

    gustavo aqui é a carla cunha filha da magda amiga da célia, manda um beijos enorme pra célia, e diz pra ela que ela passou na minha vida e deixou um legado de carinho, paciência, sabedoria, sensibilidade...enfim ADORO sua mãe e gostaria que ela soubesse disso pq infelizmente não tive a chance de dizer quando convivíamos. por favor manda um beijo enorme com amor para ela, obrigada querido!!!

    ResponderExcluir
  5. Carla, eu li pra ela e adoramos.
    Muito obrigado e grande beijo!

    ResponderExcluir