Google+ Followers

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Oscar Pistorius

O grande sonho das pessoas com deficiência é se igualar, ter as mesmas condições de vida às que não tem deficiência. Oscar Pistorius chegou muito próximo disso na parte física. Ele, com suas próteses, participou de Olimpíadas e conseguiu resultados muito bons. Sempre defendi que Pistorius pudesse  competir com atletas sem deficiência. Eu achava um absurdo quando diziam que ele levava vantagem porque as próteses eram mais leves do que pernas. Ora, ninguém se deu conta do trabalho que ele teve que se adaptar para correr com aquelas próteses, da falta de equilíbrio que um deficiente tem, entre outras coisas. Se alguém acha que é uma vantagem correr com próteses, então ampute suas pernas e bote próteses.
Mas agora não dá para defender Pistorius. Matar a namorada foi demais. Não aceito a desculpa de que ele tinha mania de perseguição e por isso andava armado. Com armas, tem que ter muito cuidado. Senão acontece isso: faz uma bobagem desse tamanho e estraga a sua vida.
Uma pena é que Pistorius era uma referência para os PcDs. Ele conseguiu uma façanha: foi o primeiro deficiente a equiparar-se fisicamente numa opinião de altíssimo nível comos os Jogos Olímpicos a uma pessoa sem deficiência. Ele era uma prova de que, com algumas adaptações, podemos chegar no nível dos outros. Perdemos essa referência e para achar outro Oscar Pistorius não será fácil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário