Google+ Followers

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Um pequeno conto de quem utiliza o transporte público...

Escrevi no meu status do facebook mas, para quem não me acompanha lá, contarei tudo de novo aqui.
Hoje de manhã, no segundo ônibus que pego para chegar no serviço e que, normalmente, vem cheio, uma senhora de 71 anos fez a gentileza de trocar de lugar e me cedeu o banco mais perto da porta para que não eu precisasse me deslocar tanto dentro daquele aperto. Depois que sentei, agradeci a gentileza e só então que me dei conta de que já conhecia aquela senhora, de outras viagens. Mesmo assim, fiquei surpreso porque estou super acostumado a falta de gentileza e o individualismo dos mais jovens.
Viemos conversando durante a viagem e ela me explicou que estava voltando do trabalho. Disse trabalha como "dama de companhia" (no mundo moderno, enfermeira mesmo). Imaginem: tem 71 anos, trabalhou a noite toda e ainda me deu o lugar. Tem jovem que bota fone de ouvido e finge que tá dormindo para não te dar o lugar.
A senhora também me disse que a sua aposentadoria é de um salário mínimo e que, portanto, precisa continuar na labuta. É triste mas só posso desejar toda a sorte do mundo para essa senhora.

Ah, o título deste texto foi roubado de um comentário sobre o meu status. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário